Química é vida: um encontro com a ciência no centro da cidade

13/03/2019

Química é mais do que o estudo dos elementos da tabela periódica ou a disciplina de uma questão difícil do vestibular.

Por ser uma ciência central, muitos campos do conhecimento são permeados por ela, que ajuda a investigar desde a formação do universo até desenvolver novos medicamentos e materiais. 

O projeto de divulgação científica “Química é vida” surgiu como uma forma de conversar com o público sobre temas cotidianos e curiosidades que envolvem a química e bioquímica de uma maneira fácil e descontraída, além de desmistificar a noção negativa que ainda envolve a área.

São encontros gratuitos e abertos, realizados no terceiro sábado de cada mês na Mário de Andrade, que é a segunda maior biblioteca pública do País. A localização privilegiada – na região central da Capital paulista, próximo a estações de metrô e linhas de ônibus – facilita a participação de pessoas de fora da USP no evento.

“É nosso papel mostrar o que está acontecendo dentro da química, falar sobre descobertas e informar à sociedade. Os temas trazem novidades da ciência, mas vão além, contando histórias interessantes que se misturam com outras áreas do conhecimento”, comenta Guilherme Menegon Arantes, professor do Instituto de Química (IQ) da USP e coordenador do projeto.

Os assuntos são variados: no ano passado, por exemplo, uma edição trouxe como tema fungos bioluminescentes, que são tipos de cogumelos capazes de emitir cores brilhantes. Outros tópicos já discutidos foram a busca de vida em Marte e as nanociências.

O “Química é vida” é organizado pela Comissão de Cultura e Extensão do IQ. Nascido em 2017, o projeto atrai desde jovens em época de vestibular até idosos e pessoas que estão passando pelo local e acabam se interessando pelos assuntos. “Quem vai pela primeira vez, costuma voltar sempre”, afirma Jessica Pereira, bolsista do projeto. 

Todos os palestrantes são especialistas nos temas abordados. O professor conta que, no decorrer dos encontros, é normal que as palestras se tornem debates, pois os participantes se expressam, questionam e trazem novas visões. “Sempre há a preocupação de conversar com os palestrantes para que eles se preparem para falar com um público que não é especializado. Essa troca que o “Química é vida” promove é importante. Nós tentamos desmistificar a má imagem que a química tem”, explica.

Participe

Durante 2019, serão realizadas oito palestras.

No primeiro semestre, os encontros acontecerão nos dias 16 de março, 20 de abril, 17 de maio e 15 de junho.

As palestras acontecem sempre aos sábados, às 10h30, na Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94, Centro, São Paulo-SP).

O primeiro encontro do ano tratará sobre química da atmosfera, os gases poluentes e maneiras de evitar prejuízos à saúde. A convidada é a professora Adalgiza Fornaro, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP.

Mais informações: 

Química é vida

Site: www3.iq.usp.br/paginas_view.php?idPagina=1351

Twitter: twitter.com/quimicaevida_

Comissão de Cultura e Extensão do Instituto de Química da USP (CCEx-IQ)
Tel.: (11) 3091-3843

E-mail: ccex_iq@iq.usp.br

ENEMEX é a melhor plataforma em tua preparação...

Quer mais conteúdo?  

Visite: www.enemex.com.br/blog

Fonte: Jornal da USP

Escreva para nós!  Mande sugestões!  E-mail: comunicacao@enemex.com.br

#aescolapublicaprecisadevocê

Notícias mais lidas

Programa Jovens Embaixadores abre inscrições para Ensino Médio

Imagem noticia mais lida

Direcionado a jovens de 15 a 18 anos que estejam cursando o Ensino Médio na rede pública.

14 livros de Paulo Freire em PDF para download

Imagem noticia mais lida

Paulo Freire (1921 – 1997) foi um educador, pedagogo e filósofo brasileiro.

Mec abre Cursos Gratuitos On-line

Imagem noticia mais lida

Destaques: libras, inglês e espanhol, desenhista da construção civil, auxiliar de farmácia, recepcionista

Ministério da Educação abre 1126 vagas em especialização gratuita a distância

Imagem noticia mais lida

As inscrições seguem até o dia 12 de fevereiro, às 17h.