Portal de Revistas da USP traz 185 publicações científicas com acesso aberto

03/12/2018

No mês de novembro, o Portal de Revistas da USP completou dez anos de existência e acesso aberto às revistas científicas publicadas pela USP. Abrigando, atualmente, 185 publicações, o portal é uma biblioteca digital das revistas publicadas por unidades de ensino e pesquisa, programas de pós-graduação e núcleos de pesquisas de professores e alunos da Universidade. Ele é referência internacional não só por sua qualidade como também por sua grandiosidade, com quase 15 milhões de downloads e 30 milhões de acessos.

Acesse aqui o Portal de Revistas da USP: www.revistas.usp.br/wp/

O Sistema Integrado de Bibliotecas (Sibi) da USP realizou um levantamento e análise sobre o acesso ao portal ao longo destes anos e também resgatou sua trajetória de criação e desenvolvimento.

Entre os fatores que contribuíram para o crescimento dos downloads e da visibilidade nestes dez anos foi o fato de reunir, em um único portal, as revistas editadas por unidades, institutos e museus da Universidade, facilitando o acesso por leitores, pesquisadores e público em geral. A criação do portal ocorreu no Departamento Técnico do Sibi, proposto para ser um apoio e um canal alternativo aos editores que não tinham suas revistas indexadas no Portal SciELO (Scientific Eletronic Library On-line).

Amparadas pelo Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da USP (regulamentado pela Portaria 2403 de 18 de novembro de 1988), as revistas da USP e seus editores passaram a contar com uma comissão de credenciamento, com o objetivo de definir uma política editorial e propor critérios para o credenciamento de periódicos científicos.

Em 2006, o regimento da comissão foi alterado pela Portaria GR Nº 3726 para ajustar as novas demandas ao contexto de internacionalização e às exigências de modernização dos veículos de divulgação científica da USP, apoiar sua gestão e fornecer recursos financeiros especialmente destinados para as atividades de diagramação, editoração e serviços correlatos.

No final de 2010 e início de 2011, foi realizado um diagnóstico da situação das 62 revistas credenciadas da USP. A partir desse levantamento, foi constatado que muitas delas estavam dispersas em vários sites, sem adoção de padrões e protocolos internacionais, impactando negativamente na visibilidade das publicações. Além disso, havia baixa adesão por parte dos editores e equipes editoriais a sistemas de gestão editorial em ambiente eletrônico.

A partir desse diagnóstico, em 2012, o portal foi reestruturado e integrou-se à rede de portais de revistas científicas que utilizam o Open Journal Systems (OJS), software de código fonte aberto, mantido pelo Public Knowledge Project (PKP), para a construção e gerenciamento de revistas eletrônicas. O OJS possibilita a automação do processo editorial e facilita a gestão tanto pelos próprios editores, quanto pelo administrador do Portal. As revistas da USP utilizam a versão 3 do OJS desde agosto de 2018.

Em outubro de 2017, foi publicada a Resolução 7418 que disciplina o Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da USP no Sistema Integrado de Bibliotecas e dá outras providências. A comissão de credenciamento foi substituída por um comitê científico, que aguarda nomeação pelo reitor da USP.

A manutenção dos recursos orçamentários veio ao encontro das demandas dos editores e facilitou a oferta de serviços de infraestrutura de informática, treinamentos, apoio à participação em eventos, além do contrato com a CrossRef, associação que gerencia o identificador digital de documentos – registro DOI (Digital Object Identifier) para os artigos científicos.

A atual política editorial do Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da USP ampara-se na busca da melhoria da qualidade visando à internacionalização dos periódicos científicos, editados oficialmente na USP para aumentar a visibilidade e o impacto; na profissionalização dos processos editoriais; no acesso aberto sem embargo aos periódicos científicos da USP, ou seja, eles deverão estar integralmente acessíveis ao público imediatamente após sua publicação; na promoção de ações que favoreçam maior interação entre os diversos atores envolvidos na produção dos periódicos científicos, com níveis diferenciados de responsabilidade e metas comuns a serem cumpridas; e na proteção e preservação do patrimônio científico materializado na forma de periódicos editados pela USP.

Além disso, o programa também apoia revistas que se filiam ao Committee on Publication Ethics – COPE, subsidiando as taxas administrativas de afiliação, visando à adoção de práticas éticas de publicação. O foco está em promover uma política declarada de ética em publicação e “plagiarismo” em cada revista, que pode estar fundamentada em Best Practice Guidelines for Journal Editors do Committee on Publication Ethics – Cope ou em outro documento de referência para a área da revista.

Para o cumprimento da política, todos os anos é publicado um edital de apoio às revistas da USP ao qual elas submetem propostas de projetos. Após análise do comitê científico, os recursos aprovados são destinados de acordo com uma escala de apoio, que vai desde (1) reconhecimento institucional (nível básico), (2) atendimento aos critérios USP de qualidade, (3) presença no SciELO ou indexador internacional de referência para a área ou Qualis A, até (4) presença na Web of Science e/ou Scopus.

Além dos recursos financeiros, também foram realizados, entre 2017 e 2018, diversos treinamentos para uso do Open Journal Systems, bem como reuniões individuais com equipes editoriais, além de reuniões anuais com todos os editores, e apoio para a participação em eventos da área de editoração. Também foram promovidos eventos temáticos sobre direitos autorais e licenças de uso, licitações e contratos de serviços para revistas da USP, critérios de seleção para indexação nas bases Web of Science, Scopus e EBSCO.

Os editores de revistas USP credenciadas contam também com o SimilarityCheck, um serviço fornecido pela Turnitin, empresa que comercializa o software iThenticare, com a CrossRef, organização internacional que gerencia o Sistema DOI e outros serviços. O SimilarityCheck é orientado para uso profissional por editoras de conteúdo acadêmico e científico. Este serviço permite identificar o índice de similaridade de textos submetidos para publicação em relação ao banco de dados formado pelos catálogos dos editores filiados à CrossRef e participantes deste serviço. O SimilarityCheck está disponível para as revistas credenciadas no Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da USP desde que cumpram com requisitos determinados. Atualmente, 20 revistas usufruem desse serviço.

Além da grande visibilidade que o Portal de Revistas da USP possui, a divulgação dos artigos publicados é potencializada pelas parcerias com a Agência Universitária de Notícias (AUN) e o Jornal da USP. Os press-releases e notícias sobre artigos das revistas são publicados em diferentes veículos e também compartilhados em mídias sociais como Twitter e Facebook.

Para 2019, estão previstas novas oportunidades de capacitação para editores e assessores no uso da Plataforma OJS 3, além de outras iniciativas que se encontram em planejamento. As políticas de acesso aberto serão mantidas e estratégias de aprimoramento dos serviços serão discutidas com os editores e a comunidade uspiana.

ENEMEX é a melhor plataforma em tua preparação...

Quer mais conteúdo?    

Visite: www.enemex.com.br/blog

Fonte: Jornal da USP

Escreva para nós!  Mande sugestões!  E-mail: comunicacao@enemex.com.br

 

Notícias mais lidas

Programa Jovens Embaixadores abre inscrições para Ensino Médio

Imagem noticia mais lida

Direcionado a jovens de 15 a 18 anos que estejam cursando o Ensino Médio na rede pública.

Mec abre Cursos Gratuitos On-line

Imagem noticia mais lida

Destaques: libras, inglês e espanhol, desenhista da construção civil, auxiliar de farmácia, recepcionista

Banco Safra abre inscrições para seu Programa de Trainees

Imagem noticia mais lida

Podem se inscrever formados ou estudantes com conclusão de curso entre dezembro de 2014 e dezembro de 2017

14 livros de Paulo Freire em PDF para download

Imagem noticia mais lida

Paulo Freire (1921 – 1997) foi um educador, pedagogo e filósofo brasileiro.