Pesquisador brasileiro ganha prêmio equivalente a Nobel de matemática

13/04/2018

O matemático Artur Ávila Cordeiro de Melo, de 35 anos, recebeu, na última terça-feira, 12 de abril, a Medalha Fields, um prêmio equivalente ao "Nobel" de matemática.  Ávila é o primeiro pesquisador brasileiro e da América Latina a receber a medalha.  Ela é dada pela União Internacional de Matemáticos (IMU) a quatro pesquisadores do mundo.  O prêmio foi anunciado em um congresso de matemáticos na Coreia do Sul.

No argumento, os diretores da IMU destacaram o trabalho de Ávila por suas "profundas contribuições na teoria dos sistemas dinâmicos unidimensionais", em que estuda o comportamento de sistemas sujeitos a alterações constantes.  Esses sistemas podem ficar mais ou menos estáveis ou caóticos, e é difícil distinguir quando cada caso pode acontecer.

Os outros três ganhadores são Manjul Bhargava, da Universidade de Princeton (EUA); Martin Hairer, da Universidade de Warwick (Inglaterra) e Maryam Mirzakhani, da Universidade de Stanford (EUA), uma iraniana que é também a primeira mulher a ser premiada.

O prêmio Medalha Fields foi criado em 1936 pelo matemático canadense John Charles Fields, e é anunciado pela IMU a cada quatro anos para jovens matemáticos de até 40 anos de idade.  Além da medalha, os quatro vencedores recebem 15 mil dólares canadenses, cada (R$ 31 mil).  A premiação é considerada pelos norte-americanos e canadenses o prêmio mais importante da matemática.

Principais contribuições

Uma das principais contribuições de Ávila para a matemática foi na área da teoria do caos, que busca descrever e prever como os sistemas dinâmicos evoluem com o tempo.  Uma das bases dessa teoria é o chamado "efeito borboleta", que descreve como o bater de asas da borboleta desencadeia uma série de eventos que podem resultar em uma tempestade do outro lado do mundo. 

Outro trabalho de Ávila destacado pelo IMU é sobre o conceito de "weak mixing", ou "mistura fraca".  Sabendo-se que existem "misturas fortes" e "misturas fracas", Ávila descobriu que em um determinado sistema dinâmico chamado "transformação de troca de intervalo", a mistura é quase sempre fraca.  "Esse trabalho está ligado a um trabalho mais recente de Ávila e de Vincent Delecroix que investiga a mistura em sistemas de bilhar poligonais regulares.  Sistemas de bilhar são utilizados em física estatística como modelos de movimentos de partículas", informou o IMU.

Início nas olimpíadas

O carioca Artur Ávila começou sua carreira com as olimpíadas de matemática na época de escola.  Hoje, divide as funções de diretor de pesquisa em dois importantes institutos: o Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), em Paris, e o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), no Rio de Janeiro.  Vive seis meses em cada uma delas.

Ávila é convidado para palestrar e participar de seminários de matemática no mundo todo.

Aluno aplicado, sempre gostou de estudar, todavia tinha interesse em “aprender coisas além da escola.”  Os pais, que moram no Rio de Janeiro, não são ligados ao meio acadêmico, entretanto, sempre tiveram interesse em satisfazer o interesse do menino sobre matemática, comprando livros.

A estreia nas olimpíadas foi ainda no Ensino Fundamental, na extinta 7ª série, hoje 8º ano.  Ávila foi para três competições internacionais e conquistou medalha de ouro em todas.

Ávila fez graduação na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e cursou o mestrado e o doutorado em matemática concomitantemente, no Impa.  Aos 19 anos, ele começou sua tese de doutorado baseada na teoria de sistemas dinâmicos.  Terminou em 2001, quando foi para França fazer pós-doutorado.  Optou por não dar aulas, e hoje está mais focado na área de pesquisa de sistemas dinâmicos.

De 2003 a 2008, ele teve uma cadeira permanente no Centro Nacional de Pesquisa Científica da França (CNRS), e em 2008 se tornou o diretor de pesquisa mais jovem da instituição.  Desde 2009, ele ocupa um posto simultâneo como pesquisador no IMPA, e em 2013 foi eleito membro titular da Academia Brasileira de Ciências.

Veja as principais premiações de Artur Ávila

– Bronze na OBM em 1992;

– Ouro na OBM em 1993, 1994 e 1995;

– Prata na Cone-sul em 1994;

– Ouro na Ibero-americana, Cone Sul e Internacional em 1995,

– Prêmio Salem em 2006;

– Prêmio da Sociedade Matemática Europeia em 2008;

Grand Prix Jacques Herbrand da Academia de Ciências da França, em 2009;

– Prêmio Michael Brin, em 2011;

– Medalha Fields, em 2014.

Para o ENEMEX a educação transforma uma sociedade...

Quer mais conteúdo?

Acesse: www.enemex.com.br/blog

Fonte: Portal G1

Escreva para nós!  Mande sugestões!  E-mail: comunicacao@enemex.com.br

Notícias mais lidas

Programa Jovens Embaixadores abre inscrições para Ensino Médio

Imagem noticia mais lida

Direcionado a jovens de 15 a 18 anos que estejam cursando o Ensino Médio na rede pública.

Mec abre Cursos Gratuitos On-line

Imagem noticia mais lida

Destaques: libras, inglês e espanhol, desenhista da construção civil, auxiliar de farmácia, recepcionista

Banco Safra abre inscrições para seu Programa de Trainees

Imagem noticia mais lida

Podem se inscrever formados ou estudantes com conclusão de curso entre dezembro de 2014 e dezembro de 2017

14 livros de Paulo Freire em PDF para download

Imagem noticia mais lida

Paulo Freire (1921 – 1997) foi um educador, pedagogo e filósofo brasileiro.